MESA DE ESPELHO FUMÊ

MESA DE ESPELHO FUMÊ

DIAMOD GUARDIAN

DIAMOD GUARDIAN

ESCRITORIO

ESCRITORIO

ESCADA

ESCADA

mesa de sinuka

mesa de sinuka
DE VIDRO

espelhos e banheiros

espelhos e banheiros

escada

escada

casal

casal

banheiro

banheiro

cuba

cuba

espelho

espelho

rosa

rosa

bolo de casamento

bolo de casamento

sol

sol

doce vida

doce vida

jogo de luzes

jogo de luzes

arranjos

arranjos

espelho

espelho

ilumina

ilumina

porta de entrada

porta de entrada

cubas

cubas

escada

escada

suite

suite

box glass

box glass
suite do casal

box open

box open
sauna

iluminação

iluminação

banheiro

banheiro

flores

flores

escadas

escadas

banheiro

banheiro

Banheiro

Banheiro
MASTER

Imagem

Imagem

Transparência

Transparência
Qualidade

Elegância

Elegância
Banheiros novo

Inox

Inox
corrimão de escada

Open

Open
Novo Conceito

Essencial

O vidro é um material incontornável! Utilizado para o exterior ou interior da sua casa, este participa activamente na sua qualidade de vida.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

    • Abividro
      Associação Técnica Brasileira das Indústrias Automáticas do Vidro www.abividro.org.br
    • ABNT
      Associação Brasileira de Normas Técnicas. É o órgão responsável pela normalização técnica no País.
    • Abravidro
      Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidro Plano. www.abravidro.org.br.
    • Anavidro
      Associação Nacional de Vidraçarias.


    • CB 37
      Comitê Brasileiro de Vidros Planos. Secretariado pela Abravidro, ele é responsável pelo desenvolvimento e atualização das normas técnicas dos vidros planos com a ABNT.


    • Espelhação
      Processo que consiste na apicação de prata em uma das superfícies do vidro e tintas para a sua proteção.
    • Espelho
      Vidro liso (float) que recebe uma camada de prata e tintas protetivas.


    • Fusing
      Fusão de vidro plano as altas temperaturas sobre moldes


    • Laminação
      Ver vidro laminado


    • Pára-chamas
      Ver vidro Pára-chamas
    • Pele de Vidro
      Sistema de fachada em que se utiliza vidros colados com silicone estrutural em caixilhos especiais. O que se vê, pelo lado de fora, são apenas os vidros sem a interferência de caixilhos ou molduras.
    • PVB
      Polivinil Butiral - Película plástica e elástica aplicada entre as chapas de vidro. Disponível em diversas cores no mercado. Pode ser utilizado na laminação de float e do impresso.


    • Resina
      Resina Líquida - Material usado também para laminar o vidro. Oferece uma grande variedade de cores, assim como o PVB, pode ser aplicada em impresso e float.


    • Serigrafia
      Ver vidro Serigrafado
    • Sistema Spider Glass
      Sistema patenteado pela Saint-Gobain Glass da Europa, de fachadas com estrutura portante, que consiste em suportar o peso do vidro e movimentações graças às fixações articuladas.


    • Vidro Acústico
      Vidro que apresenta um bom desempenho para isolação acústica. Ele pode ser duplo ou ainda laminado, dependendo da atenuação por faixa de frequência (Hz) desejada.
    • Vidro Acidado
      O vidro é submetido a uma solução ácida que age, criando texturas e dando um aspecto de translucidez.
    • Vidro Bisotado
      Um tratamento especial é feito nas bordas do vidro para agregar estética e evitar acidentes e trincas. O acabamento  é conseguido por meio da lapidação e polimento.
    • Vidro Curvo
      O vidro é colocado sobre um molde instalado dentro do forno de curvatura. Então é aquecido em alta temperatura para que tome a forma do molde e em seguida é resfriado.
    • Vidro Duplo
      Conjunto de duas ou mais chapas de vidro intercaladas por uma câmara de ar desidratado ou gás argônio. Oferece conforto acústico quando ao menos uma das chapas de vidro é laminada ou há variação de espessuras. O conforto térmico provém da redução de troca de calor dos vidros com o interior do ambiente.
    • Vidro Impresso
      Vidro texturizado, que recebe a gravação a quente de um padrão em uma de suas faces. Podem ser incolores ou coloridos, em diversas espessuras.Coheça os vidros das linhas SGG DECOR-LITE® e SGG MASTERGLASS®.
    • Vidro Insulado
      Ver vidro duplo
    • Vidro Jateado
      Vidro translúcido, cujos desenhos são produzidos através de atrito de pós abrasivos.
    • Vidro Laminado
      Duas ou mais placas de vidro são unidas por uma camada intermediária de polivinil butiral (PVB) ou resina. Em caso de quebra, é nessa camada intermediária que os cacos ficam presos, dando ao produto a característica de segurança.
    • Vidro Monolítico
      Vidro simples, composto por uma única lâmina.
    • Vidro Soprado
      Vidro de produção artesanal, em que se coloca uma bola de vidro na ponta de um canudo de aço, assopra-se até conseguir o formato desejado. Esta peça é resfriada lentamente e pode ser cortada e utilizada em vitrais.
    • Vidro Corta-Fogo
      Vidro laminado com uma camada de gel incolor no meio, que em caso de incêndio preserva o vão fechado e não transmite o calor (infra-vermelho) para a face oposta ao fogo.
    • Vidro pára-chamas
      Vidro incolor protegido por uma capa, que impede os gases tóxicos de transpassarem o vão.
    • Vidro recozido
      Obtido por fusão das matérias-primas, sendo que na saída do forno há um tratamento de recozimento para eliminar as tensões internas. Trata-se do vidro comum, sem processamento.
    • Vidro Refletivo
      Vidros de controle solar, com efeito refletivo (espelhado). Há dois métodos de fabricação: pirolítico ou vácuo. Pelo sistema pirolítico, a camada metalizada é pulverizada com óxidos metálicos durante a fabricação do float, garantindo durabilidade e homogeneidade ao produto. No processo off line, a chapa de vidro passa por uma câmara mantida à vácuo, onde recebe a deposição de átomos de metal sobre uma de suas faces.
    • Vidro Serigrafado
      Vidro pintado a quente, com carcaterísticas técnicas de um vidro temperado.
    • Vidro Temperado
      Vidro de segurança, com resistência mecânica até 5 vezes maior que um vidro comum. Apresenta também maior resistência a variação térmica e à abrasão. Em caso de quebra, fragmenta-se em pedaços pouco cortantes e bem pequenos.
    • Vidro Fantasia
      Ver vidro impresso.
    • Vidro Blindado
      Vidro multilaminado resistente a balas. As camadas plásticas existentes entre as várias lâminas de vidro são responsáveis por amortecer o impacto e oferecer resistência às balas.É o vidro de proteção contra disparos de armas de fogo ou objetos lançados contra ele.
    • Vidro anti-vandalismo
      Vidro multilaminado capaz de preservar ambientes contra ataques de pedras, marretas, entre outros, mantendo o vão fechado.
    • Vitral
      Processo artesanal de unificar em uma única peça pedaços de vidro com ligação de chumbo, cobre ou estanho.

CLARABOIA

A ABNT recomenda a utilização da Norma NBR 7199 para coberturas, marquises, iluminações zenitais, é obrigatório o uso de vidros laminados ou aramados, pois em caso de quebra, os cacos ficam presos no PVB ou na tela de arameDe acordo com a norma NBR 7199 da ABNT, para esta aplicação são recomendados os vidros laminados e os aramados.
O SGG ARAMADO® é um vidro impresso translúcido, em cuja massa incorpora uma malha de arame de aço.
Todos os outros vidros impressos da Saint-Gobain Glass também podem ser utilizados, desde que sejam laminados com resina ou PVB.

TEMPERADO

  • Não, a têmpera não provoca mudança suscetível de alterar as performances acústicas.É um beneficiamento que faz aumentar a resistência mecânica do vidro e sua tolerância a variação térmica, mas em nada interfere na questão acústica.
  • PISO DE VIDRO

    Todo o vidro para pisos ou degraus devem ser laminados, pois em eventual quebra, ele não estilhaça, mantendo os fragmentos presos evitando o transpassamento do vão. Para ganhar maior resistência, recomendamos utilizar o vidro laminado e temperado para esta aplicação.
    Ao utilizar vidro impresso com sua textura voltada para cima, compondo um vidro laminado, o mesmo agrega várias vantagens ao piso: sua textura tem efeito antiderrapante, além de impedir a visualização de riscos e arranhões que se formam naturalmente devido ao uso. Ou seja, é possível ter um piso de vidro com vida útil maior do que um piso composto de vidro laminado somente com float.

    PISO

    Ainda não existe nenhuma norma no Brasil sobre pisos de vidro. Recomendamos que se utilizem vidros laminados, ou ainda laminados temperados. Ao utilizar vidro impresso com sua textura voltada para cima, compondo um vidro laminado, o mesmo agrega várias vantagens ao piso: sua textura tem efeito antiderrapante, além de impedir a visualização de riscos e arranhões que se formam naturalmente devido ao uso. Ou seja, é possível ter um piso de vidro com vida útil maior do que um piso composto de vidro laminado somente com float.

    IMPRESSO

    Importante que o vidro impresso sempre seja temperado, pois confere maior resistência a impactos frontais e em caso de quebra fragmenta-se em pequenos pedaços sem pontas, diminuindo o risco de ferimentos.Mas recomendamos pelo menos um dos processamentos: têmpera ou laminação. A laminação de vidro impresso para ambiente interno é utilizada muitas vezes como decorativa, devido às diversas cores de resina e pvb existentes no mercado.

    MANCHAS

    Essas manchas provenientes do processo de irisação do vidro. O processo se inicia com manchas coloridas, similares a de um arco-íris e vão ficando opacas com o passar do tempo. Esse processo ocorre devido à limpeza insuficiente do vidro. No caso dos boxes de vidro, o acúmulo de substâncias alcalinas (restos de sabonete ou shampoo) ajudam a acelerar o processo de irisação. Para evitar o mesmo,  é necessário uma limpeza constante com água, sabão neutro e uma esponja macia.

    BOX MANUTENÇÃO

    O principal é a limpeza constante e uma vez por ano recomendamos a manutenção técnica através de um vidraceiro ou do próprio fabricante, para verificar o trilho, os rodízios e a borracha. Estas peças do box, se não estiverem em boas condições, podem prejudicar a eficiência e durabilidade deste.

    CONTROLE SOLAR

    O vidro impresso, apesar de sua textura que contribui na difusão da luz visível, não reduz a transmissão luminosa e energética, ou seja, realiza somente uma difusão dos raios luminosos. No entanto, quando o vidro impresso é laminado, existe um bloqueio dos raios UV de 88,2% com a resina e de 99,7% com o PVB (Poli Vinil Butiral), segundo os fabricantes desses materiais.

    VIDROS ACÚSTICOS

    Para uma isolação acústica, é preciso entender qual a faixa de freqüência do ruído que se pretende atenuar. É importante ressaltar que, para qualquer vidro acústico, é necessário utilizar caixilhos com desempenho compatível com os vidros.
    De uma maneira geral, o vidro duplo apresenta boa performance para isolamento térmico e acústico. Ele apresenta boa eficiência principalmente no combate de ruídos de baixa freqüência (sons graves) e quanto maior a distância entre os vidros, maior será o isolamento acústico. O vidro impresso pode ser utilizado para compor um vidro duplo.
    O vidro laminado apresenta bom desempenho de isolamento para ruídos urbanos corriqueiros, além de ser um vidro de segurança e impedir a transmissão de raios UV.
    Também pode ser composto por uma folha de vidro impresso e outra de float, unidas fortemente com PVB ou resina. De uma maneira geral, devido à sua espessura, o resina apresenta maior atenuação que o PVB.
    O vidro também pode ser duplo e laminado, essa aplicação é recomendada quando as ondas sonoras são altamente variáveis. Indicado para ruídos industriais, estúdios de música, entre outros.

    terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

    www.vidrosesacadas.com.br

    Vidros e sacadas
    novo conceito em vidros,box e espelhos para sua casa  .
    Se você tem bom gosto e quer  qualidade  confira nosso site.

    domingo, 17 de janeiro de 2010

    Como escolher bons profissionais...

    Primeiro passo
    * Indicação. E uma alternativa que em 90% dos casos tem resultado positivo.
    *Preço.Não se pode afirmar que o preço e qualidade andam juntos,pois quantidade não e igual a qualidade,nunca.Tente achar um meio termo.
    Quando o preço for muito baixo , e porque o material e inferior .Pode  parecer o mesmo mas não tem como fazer milagre.
    *Pesquise. Quando for compra algo ,se informe uns trez meses antes  sobre o artigo a ser comprado e como vai ser instalado e tempo o de garantia .
    Ha muitos casos de pessoas que compraram e pagam adiantado, pensando que vão economizar. Então encomendam o serviço, e o instalador colocam as peças.E na hora de funcionar as peças não funcionam porque ele não tem formação para desempenhar o serviço,mas as peças estão la .Na hora de entrega não tem como ver esses detalhes e ai começa a dor de cabeça.
    Voce ja pagou  mas não ficou sastisfeito com o trabalho realizado e para solucionar o problema so tem um jeito (pequenas causas).Quanto tempo isso pode levar.. E se for refeito o serviço vai ficar bom..
    Problemas comuns num geral começam no fechamento da obra ,ou seja na hora de vender o peixe:
    O vendedor so quer saber se vender, custe o que custar ele vai contar verdades e mentiras para efetuar a venda.
    O pedido e feito  no lugar que tem o preço melhor ,mas nem tudo sai conforme  o pedido .
    Tem tambem o tranporte do material ate o local .
    O projeto tem que ser bem acompanhado.
    As peças tem que ter qualidade, nem tudo que e cromado e latão.Pode ser zamac que e mais barato.
    O profissional tem que ser qualificado para executar  o projeto com atenção.
    Tudo tem que ser previsto  para ser cobrado antes de ser fechado o pedido.

    Espero ter contribuido .
    No proximo tema  vou contar como nos compramos o material  para executarmos o serviço desde o começo.

    Paulo Rocha

    quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

    sacadas


    domingo, 10 de janeiro de 2010

    Novo Conceito

    Novo estilo em vidros,inox ,aluminio,madeirase acessórios em geral  confiram as mudanças.